Arquivo | FASHION NEWS RSS for this section

Chanel – tudo o que você precisa saber em meia hora

Imagem

Uma das minhas paixões é história. E, dentro de história, a da moda.

Lançados a partir do ano passado, pela primeira vez Chanel conta sua história online através de riquíssimos 9 filmes de 3 ou 4 minutos cada, resumindo de maneira grandiosa a trajetória da label e sua criadora.

Nem todas as biografias do mundo conseguirão mostrar tudo sobre quem foi, talvez, o maior ícone da moda até hoje, mas esses clipes são um prato cheio e delicioso de fotos, vídeos, depoimentos e demais quitutes para os amantes de história.

Imagem

Cheia de segredos e reservadíssima quanto à vida pessoal, Gabrielle Chanel, Mademoiselle Chanel, Coco Chanel, é descrita por Karl Lagerfeld (atual diretor criativo da label) como uma “fabricante de lendas”. E o kaiser conclui: “Ela tinha razão. Nós não devemos a verdade a ninguém.” #tsáááá #queroassistirAGORA

Um precioso giro na história da moda em 30 minutos. Vem ver:

* Dica: Se sua mommy te acostumou a ouvir histórias com cronologia, começando desde o primeiro choro da personagem principal, sugiro iniciar o tour pelos vídeos número 5 e 6, e depois seguir a sequencia do resto: 1, 2, 3, 4, 7, 8 e 9. Enjoy!

1. Nº 5

2. MARILYN E Nº 5

3. CHANEL E O DIAMANTE

4. A JAQUETA

5. COCO

6. MADEMOISELLE

7. GABRIELLE CHANEL

8. COCO POR KARL

9. CHANEL POR KARL

Bjos,

Maria Clara Hürner

Anúncios

Crucifixos en vogue

A cruz é forma simbólica mais conhecida do mundo.
Ela existe desde o início da história da humanidade por pertencer ao grupo da geometria elementar, junto com o círculo e o triângulo.
Por sempre existirem e carregarem tanta ancestralidade, as formas primárias habitam o nosso inconsciente coletivo.
Mesmo o cristianismo não tendo criado a cruz, ela é o seu símbolo, mas ultrapassa os limites do universo religioso.
A moda vem explorando há décadas o símbolo, que usado como adorno sempre remete a uma idéia de desconstrução da imagem do sagrado e sim, certa rebeldia.
Imagem
Imagem
Imagem
Claro que sempre lembramos da Madonna cheia de terços no clipe de “Like a Virgin”, lançado numa época em que vários artistas fizeram sucesso, dentre outros motivos,  por seu visual exagerado e cheios de referências distintas.
Pop stars lançaram moda e Madonna deu uma mãozinha para a popularização do símbolo a partir dos anos 80.
Imagem
Imagem
De lá pra cá, o mercado vem apostando em vários tipos de cruz, da ancorada incorporada à moda navy a cruz gótica, usada por Donatella Versace no seu Inverno 2013.
Imagem
E quem não ama a cruz latina? Lindas nas estampas múltiplas e nos anéis duplos.
 anel cruz latina cross crucifixe latin ring cruxifixo
moda fashion crucifixo crucifix cross cruz rings
moda fashion crucifixo crucifix cross cruz 1
Fortaleça a fé e renda-se a elas!
Carolina Mendonça

Correntaria now!

Uma das maneiras de detectar uma tendência é analisando as campanhas/desfiles recentes das grandes maisons de mode. E foi assim que, folheando a InStyle americana de Setembro percebi que os designers e produtores estão apostando bastante nas correntes, as enormes e bem exageradas (como o novo queridinho da Céline, o colar ID Choker, para ser mais precisa.

Sejam usadas como colar ou pulseira, elas foram super exploradas nas coleções de Outono/Inverno.

Chanel, Lanvin, Bottega Veneta e Banana Republic: todas investiram no mesmo estilo de acessório em uma única temporada, entendeu o recado? Não? Deixa eu te mostrar…

O interessante é notar que as marcas têm identidades distintas e, mesmo assim, conseguem usar um mesmo acessório. Isso é prova de que, independente do seu estilo, essa tendência veio para ser explorada por todos, da forma que mais te agradar. Então, don’t be afraid, se jogue! 

 ImagemImagemImagem

 

 Imagem

 

Imagem

Seja você preppy, casual, classicona, ladylike ou modernosa, ouse! As correntes do momento têm “passe livre” na moda e vão bem com t-shirt, camisa, tricot, regata podrinha…

 ImagemImagemImagemImagem

ImagemImagem

Imagem

 

 

Trend fácil, democrática e que muda demais o resultado final.

É só esperar mais alguns poucos meses e logo aparecerão várias acorrentadas na rua.

Aí me fala, depois de fechar uma revista que mostra todas essas campanhas maravilhosas, qual acessório você deseja?!

Pois é, eu também já estou atrás da minha corrente… That’s why I love fashion!

Beijinhos,

Letícia da Costa Barros

Low cost fashion

O consumo de acessórios de moda low cost nunca esteve tão em alta.
Patricia Field, a super stylist novaiorquina e figurinista de Sex and The CityO Diabo Veste Prada (indicada ao Oscar pelo figurino) e Delírios de Consumo de Becky Bloom é proprietária de uma boutique badaladíssima em NYC e sempre esparramou aos quatro ventos que uma de suas fontes de pesquisa e compras para sua loja é a Rua 25 de Março.
Imagem
A Rua 25 de Março, para quem não conhece, fica situada no coração de São Paulo e é considerada um dos maiores centros comerciais da América Latina, reunindo produtos nacionais e importados (estes predominantemente Made in China) de baixo custo.
Imagem
Para o mercado da moda, é o centro fornecedor da grande maioria de bijouterias e acessórios comercializados pelas lojas de todo o país.
Você pode não saber, mas há 99% de chances de que um de seus acessórios tenha vindo da 25, mesmo que você o tenha comprado num shopping ou numa boutique badalada da sua cidade e por um preço que jamais levantaria suspeitas sobre a origem.
A evolução das matérias-primas utilizadas nos produtos e a tecnologia empregada na produção tem garantido uma qualidade e durabilidade muito superior a qual estávamos acostumados e a demanda certamente contribuiu para isso. Ou a evolução criou a demanda? De um jeito ou de outro, nossos cofrinhos agradecem!
Por isso, baby, se jogue sem medo no cheap-chic em suas produções!
Anel pantenra - TOP 25 de Março

Anel pantera e anel múltiplo – top25demarco.com

Como as gringas, que já abusam há tempos de H&M, Topshop e Zara, chega de esconder a sacolinha das redes populares dentro da bolsa: use sem vergonha de citar a fonte. É cool!
Bjos,
Maria Clara Hürner

Menos photoshop, por favor

Nossa deusa Bündchen acaba de fotografar uma campanha para a BLK DNM, marca americana de denim, que tem como diretor criativo o sueco Johan Lindeberg (ex Diesel).

Com a intenção de disseminar a ideia de looks mais naturais nos shootings de moda, Lindeberg fotografou a über model sem make e sem hair styling, durante uma sessão de apenas duas horas.

top-gisele-blk-dnm

Gisele disse ao site Fashionista que adorou esse enfoque porque as mulheres devem ser cruas e reais, o que não é mais visto em fotografias de moda. “Foi uma ótima sensação – nossas imperfeições é que nos fazem únicas e belas”, declarou a top. Segundo Gisele, Lindeberg não define como você deve parecer durante as fotos. Para ele, você é você.

Nós do Top 25 de Março apoiamos essa ideia e achamos importantíssimo que seja difundida, para que  se diminua a distância entre a realidade impressa e a real, valorizando-se a beleza natural de cada uma de nós.

Agora só nos resta aguardar o lançamento da campanha para checar se o discurso foi à prática… Desejamos muito que sim!

Maria Clara Hürner

Top 25 de Março | a prateleira trendy da rua pop

Fonte: Vogue UK

%d blogueiros gostam disto: